Pesquisar na Zorba

PRA MELAR A ZORBA: DJ CREMOSO

PRA MELAR A ZORBA: DJ CREMOSO
A Maionese do Brega

Sílvio Santos Soviético? Oieeeew!

Sílvio Santos Soviético? Oieeeew!
Trololololololololololololoooooooo!

A Volta do Mela Zorba e do Zorba!

A Volta do Mela Zorba e do Zorba!
O Pinto voltou a crescer!

Relembre: Elas Preferem o Zorba

Relembre:  Elas Preferem o Zorba
Fran, ex-BBB

BLOCKBOMBERS 2009.1!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

É sério! Eu adoro filmes! Os bons, claro! Mas o que é um bom filme? Discussão difícil. Afinal, gosto é como pinta, cada pessoa tem de um tamanho diferente. E tem gente que nem tem!

Whatever! Toda essa indagação (eu sei que foi só uma. drama, pessoal! drama!) surgiu diante da imensa quantidade de filmes ruins vindos dos grandes estúdios Hollywoodianos (os blockbusters) este ano.

Antes que os engraçadinhos comecem a falar besteira, confesso: EU (também) GOSTO DE BLOCKBUSTERS! Uma vida somente com filmes de artes seria um tédio, convenhamos.

Em 2009, as promessas eram muitas. Watchmen, Spirit, Star Trek, Wolverine, Terminator 4, Harry Potter 6, Coraline, Monstros vs Aliens, Transformers 2.

Outros valiam a curiosidade, como Dragonball Evolution, Velozes e Furiosos 4, Anjos e Demônios, A Mulher Invisível, Trama Internacional, A Era do Gelo 3.

As promessas se mostraram vazias. Spirit é um espetáculo visual (e só). Wolverine, uma piada com o mutante feroz dos quadrinhos, mas manso nas telas. Harry Potter foi o mais fraco de toda a série. Monstros vs Aliens não tinha um personagem cativante.

Já as curiosidades, em muitos dos casos, acabou matando (ou broxando) o Zorba. Dragonball é... é... o que é aquilo? Velozes e Furiosos 4 continua a futilidade de antes. E nem Selton Melo salvou A Mulher Invisível.

O que fazer com os que restaram? Bem, Transformers 2 e A Era do Gelo 3 eu ainda não assisti. Então, vou passar.

Watchmen não é ruim, mas não é espetacular como o gibi. Zack Snyder fez o que pode com um longa de 2h 40 min de duração e para o público adulto. Ao menos a essência dos personagens foi mantida.

Terminator 4 é bem mais ou menos. Mas diante de tanta bomba acabou se tornando bom. McG segue bebendo na fonte de James Cameron, o criador da série. A guerra entre máquinas e humanos é o foco da nova trilogia.

Anjos e Demônios segue esse mesmo caminho: bonzinho, mas o vilão pode ser desvendado pelo trailer. E não precisa ser Robert Langdon para isso.

Trama Internacional parece ser chato, mas é bastante agradável. O roteiro do longa consegue prender a atenção até o fim e Clive Owen novamente mostra o seu talento inegável.

Coraline e Star Trek são os filmes que realmente merecem serem vistos (e revistos). O primeiro é uma animação de altíssima qualidade, com roteiro e personagens maravilhosos! Star Trek respeita os fãs da antiga série e cria uma nova base de admiradores do Capt. Kirk e Spock.

É isso! Mais filmes virão neste segundo semestre, mas eu já estou preparado para ir ao cinema com um escudo anti-bombas!

Os filmes que achei ruim podem ter sido bom pra você! O importante é gozar no final, como cantava a Marina Lima.

Zambumafú pra tu!

COM_MÉDIAS ROMÂNTICAS

É impressionante como 99,9% das comédias românticas são exatamente iguais.

Uns vão dizer que não, que a protagonista de "Uma Linda Mulher" é uma prostituta, enquanto em "Delírios de Consumo de Becky Bloom" a história é centrada numa jornalista.

Certo! Profissões (nem tão) diferentes. Mulheres de personalidades divergentes. Mas a estrutura do roteiro é sempre igual.

Uma mulher sonhadora continua sua vida atrapalhada até que ela conhece um cara que vai ajudá-la a superar seus medos. Eles vão se conhecer melhor e namorar. Mas na virada final, o casal briga até que um deles reconhece o erro e volta para reconquistar o amor perdido. Trilha sonora nas alturas. Beijo. Fim.

Para variar, às vezes eles trocam a mulher por um homem. Mas a lambança é sempre igual.

Vai lá! Cata no Google qualquer comédia romântica e vê se não estou certo. Tá com preguiça? Então, vou facilitar.

Aleatoriamente escolhi "O Melhor Amigo da Noiva" com Patrick Dempsey. A jovem Hannah é uma atrapalhada moçoila que é apaixonada secretamente por Tom. Ele não sabe do amor secreto de sua amiga e mantém sua fama de galinha. Até que em uma viagem, Hannah encontra um novo amor e vai casar. Tom descobre que, na verdade, é apaixonado por ela. Com o passar do filme, ele ratifica o seu amor pela amiga e ela também percebe que ainda gosta dele. Até que o casal briga e Tom vai embora. Mas no meio do caminho ele volta para recuperar o seu grande amor. Na hora do casamento, ele entra em um cavalo, diz que a ama e eles se beijam. Aumenta a trilha. Fim.

Pode pegar uma variedade enorme de filmes do estilo que ele vai seguir o mesmo esquema. "Noiva em Fuga"? "Eu Odeio o Dia dos Namorados"? "Letra e Música"? "Hichie - O Conselheiro Amoroso"? Até o nacional "Se Eu Fosse Você"? Já assistiu algum desses? São iguais ou não?

A fórmula feel good é repetida, talvez porque os casais (principalmente as mulheres) talvez não gostem de sair de um filme onde o casal termina separado. Como é o caso do magnífico "Closer - Perto Demais", em que os casais traem e são traídos! Ou como "Alfie - O Sedutor", onde o protagonista vivido por Jude Law termina descobrindo as rachaduras de seu próprio ser.

Mas assim é Hollywood: uma fábrica de sonhos que projeta os bons costumes do Sonho Americano nas cabeças menos abastardas de questões. Quesito fácil em nosso mundo fast-food.

NOVO PROGRAMA SÍLVIO SANTOS

domingo, 26 de julho de 2009


Ah! Nada como um domingão no SBT!

Faz tempo que não assistia ao canal. E me surpreendi!

Sílvio Santos finalmente descobriu que os anos 60 e 70 já foram e trocou os cenários de pequenas luzes piscando por algo mais... anos 80!

O seu programa tem um visual moderno, com mulheres de roupas brilhantes dançando de luva! Mudando rapidamente de assunto, você lembra das chacretes? Deixa pra lá.

A volta do "Isto é Incrível" é mais um resgate dos tempos oitentistas. Para quem não lembra do quadro, o dono das cosméticos Jequiti (Baú é coisa do passado) apresenta vídeos incríveis como um homem que levanta uma mesa com os dentes. É cultura na sua televisão!

Junto com os aviãozinhos de dinheiro, também volta as câmeras escondidas. Elas são exatamente as mesmas que passavam no "Topa Tudo por Dinheiro".

Para provar ainda mais a evolução do tio Sílvio, aquelas marchinhas de carnaval foram deixadas para trás e temos o retorno do dançante "Em Ritmo de Festa" e o novo hit "Ai ai ai ui ui ui".

Na verdade, as marchinhas foram realocadas para o quadro "Não erra a letra", em que seis cantores semi-profissionais tem que acertar a letra das canções interpretadas pelo cantor profissional de churrascaria Josias Corrêa, a esganiçada Andressa e a gigante Kiki.

Mesmo com todas essas mudanças, o que realmente está diferente é o trato de Sílvio Santos com as suas colegas de trabalho. O chefão trocou a cordialidade pela impaciencia e não poupa comentários indiscretos como chamar a espectadora de gorda e surda.

Para minha supresa, quase nada mudou no "novo" Programa Sílvio Santos...

FAZENDO COMPRAS

Ir ao mercado. Atividade repetitiva.

Troca de roupa. Pega a carteira. Sai de casa. Abre o carro. Entra no carro. Sai do carro. Entra no mercado. Pega os produtos. Coloca no carrinho. Tira do carrinho. Passa no caixa. Coloca na sacola. Coloca no carrinho. Abre a carteira. Paga as compras. Sai do mercado. Abre o carro. Pega as sacolas. Tira do carrinho. Coloca no carro. Entra no carro. Sai do carro. Pega as sacolas. Entra em casa. Pega os produtos. Coloca no armário. Troca de roupa.

Ô saco...

SOM & FÚRIA TEM TUDO ISSO!

sábado, 11 de julho de 2009

Eita mini-seriezinha legal essa "Som & Fúria"! A Rede Globo, em parceria com a O2 Filmes, finalmente acerta a mão ao contar o divertido e insano bastidor de uma companhia de teatro.

Maestralmente conduzida por Fernando Meirelles (Ensaio sobre a Cegueira), a série é uma adaptação à brasileira de uma produção canandese chamada Slings and Arrows.

Com ângulos e fotografia impecáveis, o retrato urbano dos artistas de teatro é interpretado por um elenco estremamente afiado.

Felipe Camargo vive Dante, um ator que teve um surto de loucura durante uma apresentação de Hamlet. O fato separou Dante da trupe e teve sua sanidade mental questionada. Anos mais tarde, ele aparece como o novo diretor artístico da companhia.

A volta de Felipe à teledramaturgia foi exaustivamente comentada nos jornais e revistas especializadas em TV. Ele demonstra que amadureceu e faz um Dante porralouca e divertidíssimo.

Porém, o retorno triunfal é eclipsado pelo excelente Pedro Paulo Rangel no papel do antigo diretor artístico. Oliveira é atropelado por um caminhão de presunto, mas ressurge como um fantasma para enlouquecer ainda mais o pobre Dante. Rangel tem uma impressionante espontaneidade e um tom cômico em cena que chama os holofotes todos para si.

"Som & Fúria" demonstra que uma história simples, narrada com veracidade e qualidade, é ainda mais arrebatadora do que as firúlas estéticas de "Capitu" e "A Pedra do Reino".

FUMANDO TUDO ATÉ A ÚLTIMA PONTA

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Pra onde irá esta juventude transviada? E o pior? Qual deve ser o destino de pais irresponsáveis?


Russian Child Smoking - The top video clips of the week are here

TIPO EXPORTAÇÃO

quarta-feira, 1 de julho de 2009


Ele tinha a mulher. Agora, ele tem uma imaginação filha da puta! Um jovem trabalhador perde sua namorada e vira um mestre punheteiro! Também, com Jessica Biel tudo fica mais fácil...

Estrelando: Adam Sandler como o pun..., digo, jovem trabalhador e Jessica Biel como The Invisible Woman.
Direção: Harold Hamis, o cineasta das comédias infames
Participação Especial: Tom Cruise Vesgo como o melhor amigo de Sandler (Vladimir Brichta no original)


BlogBlogs.Com.Br
 

2009 ·Mela Zorba by TNB